Hoje é aquele dia em que desde o momento em que eu acordo, até o momento em que vou dormir, fico pensando em todos os minutos passados ao lado de uma das pessoas mais especiais para mim. Diga-se de passagem, que sentir saudade é bom, pois mostra que o amor não morreu. Mas a parte ruim disso, é que ela se transforma em uma dor interna que destrói por dentro.
  Comemorações à parte, mas hoje não é um dia do qual eu me orgulhe mais, já foi. Antigamente era aquela preocupação de como seria a contemplação ao mais sincero amor, como seria presentear e ao mesmo tempo ver a reação dele ao saber que na mesma casa tinha alguém que daria a vida por ele se fosse preciso. Hoje em dia, só resta fotos e talvez arrependimentos de não ter dado o suficiente, de não ter amado o suficiente, ou até mesmo de ter dito um simples adeus digno para fechar essa abertura que machuca.
  Sou completamente agradecida pela vida que me proporcionou junto com minha mãe, mas hoje o dia era para ser teu. Era para ser nosso. Apesar das pessoas em minha volta não lembrarem tanto a sua vida, quanto eu, saiba que em minha memória tu estará sempre presente e não só em datas comemorativas.
  Tenho muitos ''pais'', pessoas que se importam comigo, que desejam meu bem, mas nenhum deles tem o lugar que tu preenche em minha vida, nem irão ter. Toda a minha vida, todas as vitórias eu dedico a ti, porque é por ti que eu tiro minha inspiração a cada dia que eu acordo, em todas as decisões é pensando em tudo que me ensinastes e que me mostrastes o caminho correto para seguir.
  Hoje é o dia de todos os heróis, pais, amores, homens ou qualquer outro adjetivo que queiram chamá-los. Para mim, ainda é o dia do meu pai, que mesmo não presente fisicamente, ainda continua dentro de mim. Feliz dia deles!

Deixe um comentário